OAB-PI examina terminais e encontra falhas no sistema de integração

COMPARTILHAR

A comissão de direitos do consumidor da Ordem dos Advogados do Brasil, secção Piauí (OAB-PI), realizou ontem uma vistoria nos terminais de integração da Zona Sul de Teresina. A inspeção buscou saber a avaliação dos usuários sobre o sistema, que se queixam da demora dos ônibus e também da superlotação dos veículos que chegam e que saem dos terminais.

A Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) não se pronunciou a respeito do ato realizado pela OAB-PI.

Sobre a segurança do usuário a comissão identificou que a prefeitura e a Strans precisam ter atenção para evitar que os usuários fiquem muito expostos. “Não existe uma delimitação física que faça com esse esse cidadão, no empurra empurra, não corra o risco de ser jogado da plataforma e vir a ficar entre o ônibus e a plataforma”, infomou o presidente da comissão de direitos do consumidor da OAB-PI, Michel Saldanha.

Sobre as rampas para cadeirantes o presidente da comissão afirmou que o manuseio é feito com dificuldades. “É importante que exista um funcionário da empresa habilitado para fazer o manuseio e em ônibus com qualidade precária essa plataforma não está funcionando”, ressaltou Saldanha na plataforma do Terminal Bela Vista, que também está com os monitores de funcionamento das linhas desligados.

O presidente também comentou a respeito da falta de funcionamento do sistema do terminal. “Aqui o consumidor precisa ter acesso à informação, principalmente os idosos. Essas informações acessíveis facilitariam, bem como o acesso ao ônibus”, destacou Saldanha criticando o acesso dos usuários aos terminais de integração.

A comissão da OAB-PI vai elaborar um relatório, apresentar para a presidência da entidade e buscar audiências com os órgãos envolvidos na integração. Procurada a Strans falou que não irá se manifestar no momento a respeito, apenas quando receber o relatório da OAB-PI.

Joyce Fernanda

Às 10:48

Fonte: Portal G1