Presidente do TJ do Piauí poderá concorrer a mandato tampão

COMPARTILHAR

O Plenário do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) decidiu em sessão nessa terça-feira (15), à unanimidade, considerar nulo o Art. 2º da Resolução 85/2017, do Tribunal de Justiça do Piauí (TJ-PI), que prorrogou o mandato dos atuais diretores do Tribunal.

Decidiu, ainda, por maioria de votos, permitir a realização de eleição para mandato complementar de sete meses, sendo todos os desembargadores elegíveis para os cargos de Presidente, Vice-Presidente, Corregedor e Vice-Corregedor.

O atual presidente, Desembargador Erivan Lopes, já convocou eleições para segunda-feira dia 21 de maio, e é candidato à Presidência.

Fonte: TJ/PI

12:11