Governo cria comissão para cuidar dos 200 anos de adesão do Piauí à independência

COMPARTILHAR

Com cinco anos de antecedência, o governo do Estado, por meio de decreto assinado pelo governador Wellington Dias criou comissão com a finalidade de coordenar as atividades, os eventos e os projetos relacionados à comemoração dos 200 anos de adesão do Piauí à independência do Brasil e dos 300 anos do aniversário da Capitania do Piauí. Os eventos terão lugar no ano de 2023.

O grupo, denominado no decreto de “Comissão Piauí 200 anos” é composto de dez integrantes titulares e de igual número de suplentes. São eles:  um representante da Secretaria de Governo, que coordenará os trabalhos, um da Secretaria da Educação, um da Coordenadoria de Comunicação, um da Secretaria de Cultura, um do Conselho Estadual de Cultura, um da Uespi, um da Ufpi, um do Instituto Histórico e Geográfico e outro da Associação Piauiense de Municípios. Cada órgão desses indica um titular e um suplente.

O decreto estabelece que a comissão vai ter que fazer todo o planejamento dos eventos que inclui a elaboração da programação e os projetos necessários. Os trabalhos terminam com a elaboração deum relatório de todas as atividades. Também estabelece que as despesas a serem realizadas com o evento serão consignadas no orçamento de cada ano.

O decreto que institui a comissão foi assinado pelo governador no finalzinho do ano passado, mas só foi publicado na edição da última terça-feira, dia 12/06.

Decreto que cria a Comissão Piauí 200 anos

SS – 18h15m

COMPARTILHAR