Motoristas reclamam sobre os constantes reajustes no preço da gasolina

COMPARTILHAR

As alterações nos preços do litro da gasolina estão cada vez mais frequentes e o constante reajuste no combustível tem trazido muitas reclamações entre os consumidores. Na última quarta-feira (12), o valor do litro estava entre R$ 4,60 e R$ 4,70.

Desde junho do ano passado, a Petrobras atrelou o valor do combustível ao mercado internacional, o que tem ocasionado à oscilação diária do valor da gasolina.

“Toda semana, todo dia, toda vez que a gente vai abastecer é um preço novo. A gente às vezes foge do nosso orçamento. Acho que vou comprar uma bicicleta para ficar me alternando”, relatou o agente de crédito Francinaldo de Brito.

Há uma semana a empresa informou uma mudança na política de preço do combustível no país, prometendo mais estabilidade antes de aumentar o preço da gasolina. Segundo com o Sindicato de Postos de Combustíveis no Piauí, o prazo de 15 dias estabelecimento pela Petrobras não vem sendo executado.

“Não é uma verdade, porque foi anunciado no dia 6 e hoje nós já tivemos reflexos de uma alteração no preço, junto às distribuidoras”, comentou Anorcil Andrade, coordenador do Sindicato dos Revendedores de Combustíveis do Piauí.

A Brasilcom, Instituto Brasileiro de Política e Direito do Consumidor, informa como se identifica que as variações de preços são abusivos. “O que a gente tem a fazer é impedir que medidas, que gerem mais aumento, sejam feitas. O aumento da gasolina está intimamente relacionado ao do óleo. A expectativa é que aumente mais ainda”, explicou a diretora Brasilcon.

Joyce Fernanda

Com informações: G1

Às: 09h30

COMPARTILHAR